de dentro pra fora


evolução
crescimento
abertura
transformação
camadas

Ninguém, nunca, será capaz de acabar com minha capacidade de evolução e criatividade.
São elas que me permitem voar.
Mesmo aqueles que tentam bloquear meu caminho... Estes nos dão a oportunidade de crescer, mas para o outro lado, longe deles. Obrigada por me despistarem!
Assim vôo tranqüila, e evoluo em paz!
E não é que tudo tem sempre um lado positivo?
Pois sim!

8 comentários:

  • sayô | 23 de maio de 2011 13:20

    Sim sim, tudo tem uma razão de ser e acontecer. Nada é por acaso. Nós eh q precisamos ter discernimento e sabedoria pra entender o q os fatos querem nos dizer. E isso a gente consegue, é exatamente como vc ta fazendo EVOLUINDO sempre. Pra frente e avante, garota. Sendo do bem e fazendo o bem sem endereçar a quem. :) beijos

  • Vera Lúcia Duarte | 23 de maio de 2011 14:53

    OLÁ FABI,
    OBRIGADA PELA VISITA E PELAS PALAVRAS EM MEU RECANTO.
    AMEI O VÍDEO, DE BELEZA INCOMUM.
    CONTINUE SEU VÔO TRANQUILAMENTE E ALCANÇARÁ OS OBJETIVOS QUE VOCÊ BUSCA.
    BEIJO.

  • Edilse | 23 de maio de 2011 17:03

    Fabi,
    Lembrei desta historinha, principalmente da parte do casulo...
    Beijocasssss

    História da Lagartinha

    Havia uma lagartinha que tinha muito medo de sair por aí e morrer pisoteada pelos homens. Por isso, foi-se fechando. As plantas também a rejeitavam, achando que ela só queria comer suas folhas. Mal sabiam que essa lagartinha gorda, e que somente andava se rastejando, pedindo ajuda, poderia ser aquela borboleta que viria ajudar a polinizar as flores dessas mesmas plantas.
    Mas ela chorava, apertada, em sua tristeza, até que uma coruja, aquela ave que só consegue enxergar a noite, quando tudo está escuro, disse a ela:
    _ Pare de chorar, faça alguma coisa! Aí dentro de você mora uma linda borboleta, deixe-a sair. Ela pode voar e ser aceita pelos homens e pelas plantas, ver lá de cima o que você vê daqui debaixo, mudar de jardim e tudo o mais.

    A lagarta, então, pediu ajuda. Como poderia se tornar borboleta? A coruja, sábia amiga, disse-lhe que era necessária uma metamorfose, uma mudança, em que precisava se fechar num casulo para empreender esforços, que viriam dores, mas só as necessárias para fazer as transformações.

    Que poderia ser livre, bem aceita, e voar leve, por onde desejasse. Que pensasse em ser borboleta o tempo todo e tudo poderia ir mudando, até que, mais rápido do que ela imaginasse, ela sairia do casulo, como uma linda borboleta.

    Na maioria das vezes para termos uma transformação de vida, precisamos atravessar também o caminho do sofrimento, mas assim, saberemos dar valor a cada passo dado e benção recebida.

  • MARILENE | 23 de maio de 2011 20:44

    Não deixe mesmo que coloquem troncos em seu caminho. Com a criatividade, pode voar sobre ele e prosseguir com os sonhos.

    Bjs.

  • Fabi Magni | 24 de maio de 2011 06:49

    @sayô: que felicidade te ver passeando por aqui!! um beijo grande!!

    @Vera: gostei muito do seu blog também!! agora já temos um laço, só seguir nessa troca! Beijoo!

    @Titi: que história linda!!! Muito obrigada pelas palavras de conforto!! Sei que vai dar tudo certo :)) beijooo

    @Marilene: Seja bem vinda!! Pode deixar, nao vou deixar nao que coloquem pedras em meu caminho!! A criatividade move montanhas! :) Vou te visitar :) Um beijo!

  • Cris Cajuína | 24 de maio de 2011 08:16

    Oi linda!!!!!
    Vim agradecer sua visita e sinto-me lisogeada.
    Conheci seu blog e gostei do que vi.

    Super beijo.

  • Andréa Beheregaray | 24 de maio de 2011 21:20

    Eles passarão,

    vc passarinho!

    Beijos querida!

  • Fernanda Barcellos | 29 de maio de 2011 05:53

    Não, não podem, pelo menos isso ninguém nos rouba...


    Beijos menina