palhaça profissional

Sempre adorei os palhaços, e aqui temos a sorte de poder conviver com eles.

Um deles, meu querido Joseph, é daqueles que passa 24 horas fazendo palhaçada. Ele tem seus 50 anos, e é um fofo.

DSC_0038Quando nos juntávamos era ótimo, eu e ele falando e fazendo besteira o tempo inteiro, morrendo de rir.
(Quem me conhece sabe como eu sou)

Há um ano atrás, num intervalo entre dois shows, estávamos falando besteira, pra variar, ele olha pra mim sério e pergunta:

- “Tu já pensaste em ser palhaça profissional?”

Eu juro que eu fiquei olhando pra ele durante 10 segundos para ver se isso era uma brincadeira, ou conversa séria!

Fala sério, alguém pensar que tu és tao palhaça que poderia virar palhaça profissional, isso pode ser quase um insulto, hahaha!

E nao é que era sério. Pois quem sabe, um dia.

Tu sabias que o nariz do palhaço representa o coraçao?

Eles expoe seus coraçoes diariamente para o público. Amor na cara.

4 comentários:

  • Anônimo | 9 de maio de 2011 13:52

    Essa é uma otima estoria pois palhaço tem que ter alegria de viver e ninguem mais que tu pra juntar todas essas caracteristicas e fazer todo mundo ao teu lado sorrir...
    Miss you!!
    XX
    Xexeu

  • Américo do Sul | 10 de maio de 2011 13:59

    Belo olhar... Bela percepção...
    O palhaço só deixa de sorrir, qdo lhe roubam o coração... Ainda assim ele faz das tripas o seu coração, somente pela emoção de ver o espetáculo continuar...

  • Andréa Beheregaray | 10 de maio de 2011 20:02

    Amor na cara é amor óbvio, pra todo mundo ver. Mas sabe o que penso? O humor além de fazer bem ao coração, traz saúde mental e física e ainda diminui a violência.
    Deveriam criar como politicas publicas contra violência programas de amor e bom humor!

    Palhaços são terapêuticos e fazem bem para a sociedade.

    Beijos!

  • Fabi Magni | 13 de maio de 2011 18:48

    @Xexeu querida!! Que bom saber que estás visitando!! Saudade!!

    @América do Sul: Obrigada pelo comentário, gostei muito do seu blog! Vou continuar as visitas :)

    @Déa: Concordo com você, precisamos de políticas públicas contra a violência com programas de amor e humor, isso mudaria muita coisa! beijoo!!