a cueca e a vida a dois

Logo que cheguei no circo, minha vida começou a mudar em muito aspectos: eu nao teria mais UMA casa, eu nao teria mais MEU médico, eu nao iria mais no MESMO supermercado, eu nao saberia "muito" mais sobre a cidade que estaria vivendo, meu armário viraria minha mala e, nao bastando tudo isso, eu estava tendo minha primeira experiência de dividir casa com meuuuuuu...hummmm... namor... irido! Nao adianta, juntou as escovas de dente, bummm: é marido. Sim é marido, ajoelha e reza!

Deus, era muita informação de uma só vez para uma pobre terráquea! 

Um belo dia, quase dois anos atrás, no começo de toda a "fulga com o circo", eu estava em Quebec City  (nossa segunda cidade em turnê, juntos) e resolvi lavar minhas roupas. Ah sim, porque até aqui nós tínhamos cestos separados de roupa, cada um colocava suas roupas para lavar!

Peguei meu cesto de roupas, saí pela porta, passei pelo patio, vi um monte de esquilinhos tao bonitinhos, cumprimentei as pessoas no caminho e cheguei a lavanderia. Coloquei a moeda na máquina (para que funcione), abri o cesto e fui colocando minhas roupas na máquina: uma saia, duas calças, quatro pares de meia, três camisetas, duas camisas, uma cueca, uma.... ops, o que???? uma cueca??? UMA CUECA NAS MINHAS COISAS, socorrrro!!!! O terror tomou conta de mim como nunca havia tomado, o meu sangue subiu para a cabeça, fiquei vermelha, nao sei se de vergonha ou de raiva, parecia que todas minhas certezas tinham se acabado naquele momento. Como assim, uma cueca nas minhas coisas??? Eu fui lentamente escorregando pela máquina de lavar até sentar no chao, claro: com a cueca na mao. Olhei outra vez para a bendita como se estivesse encontrado a prova de um crime horrendo acontecido sei lá eu quando sei lá eu onde, por sei lá eu quem. Mas era a prova viva, real e clara!

Sentei.

Sentei e pensei em minhas conviccoes. Pensei no que havia falado: nunca lavaria uma cueca de homem nenhum! Imaginava que essa cena deveria ser a mais triste na vida de uma pessoa!!! Estava aterrorizada. 

Mas tudo isso foram questões de segundos, até o momento em que pensei: E isso é tao horrível assim? É tao horrível quanto eu pensava? Porque estou fazendo tanto drama por causa de uma cueca? Fala sério, é só uma cueca! Eu sou mais forte que ela! hahahaha!

Caí numa gargalhada só. Sozinha, rindo com uma cueca na mao e praticamente falando com essa cueca, porque tudo que pensava dava para ser visto na minha cara. Depois de 50 segundos de tensao, porque foi o que durou isso tudo, eu nao cabia mais em mim de tanto rir!! Botei a cueca na máquina de lavar, e pensei: caramba, isso é mais fácil que eu pensava!! Continua sendo a mesma Fabiana, com as mesmas convicções, mesmo tendo colocado a cueca para lavar!! 

Aé, casar é juntar escova de dente? Que nada! Casar é encontrar uma cueca perdida no meio das tuas roupas! Aí o amor concretizou, hahahah! O encontro da cueca é praticamente um divisor de águas na vida de uma mulher. Um divisor de água de deixa bem claro: agora minha filha, passaste para o lado de lá!

E hoje? Hoje temos uma cesta roupa para os dois, o que deixou nossa vida mais prática e rápida, sem pré-conceitos, sem julgamento feminino ortodoxo, mas com a leveza pesada da vida a dois!

Às vezes eu penso que, em vez de colocar uma aliança no dedo na hora do casamento, deveriam colocar uma cueca no cesto de roupas da mulher e perguntar: Você aceita este homem como seu legítimo esposo para.... quem sabe um dia! Ou pelo menos trabalhar este momento no cursinho de casamento, sei lá!

Entre amor, cuecas e sutias, a gente vai levando...!

4 comentários:

  • Ni | 1 de maio de 2011 08:39

    Nós, mulheres, escrevemos verdadeiros tratados sobre a questão "lavar cueca de homem" e travamos mil batalhar por isso...Aqui em casa ainda é um assunto recorrente: há duas semanas, qdo decidi assumir a lavagem das roupas (antes era a Inês quem fazia isso),tentei convencer teu cunhado a lavar as cuecas dele no banho, mas só tentei hahaha
    A verdade, é que nós mulheres (novamente), achamos que lavar a cueca do parceiro é um retrocesso ao mundo pré fogueira de sutiãs, é um passo para a submissão feminina...Bobagem pura!
    Casar é juntar as escovas de dente, lavar cuecas e calcinhas alheias (afinal, eles tb lavam roupas), aguentar mau humor, fazer contas e juntar moedinhas qdo necessário, ter uma companhia que nós escolhemos e que nos faz tão bem...apesar das uecas no cesto ;)
    Beijoooooooooo

  • Adinês | 1 de maio de 2011 09:53

    Desculpem minhas queridas sobrinhas, mas tenho que rir deste assunto tão sério!!!!!!!rssssss
    Lavo cuecas há pelo menos 37 anos e sobrevivi!!!!!!
    Bjão, adoro vocês!!!!!!

  • Talita Oliveira | 1 de maio de 2011 12:20

    Minha linda, me senti em casa aqui.
    Seu blog é criatividade pura. AMEI.
    Quanto à campanha, estou de braços abertos para aderí-la totalmente.

    Um super beijo!

  • Fabi Magni | 2 de maio de 2011 09:30

    Meninas, adorei a visita de vocês!! Obrigada pelas palavras e trocas :)
    Beijo grande!!